Como tornar se um colecionador de Arte

Monday, May 7, 2018

Os colecionadores de arte são um grupo muito peculiar. Muitas vezes idealizados como pessoas elegantes e ricas, com conhecimentos aprofundados no universo da arte e grande status social ou político; e coleções sempre são mantidas em absoluto segredo? Na verdade, os colecionadores de arte têm tudo em comum com colecionadores de qualquer outro tipo de bem. O que os faz diferentes é o amor e a dedicação à arte, muitas vezes um fator determinante em suas vidas particulares e ou para suas figuras públicas. 

 

Um amante de arte despretensioso e sem fundos infinitos de investimento, pode se sentir bastante intimidado quando o nome de algum colecionador famoso esteja na mesma sala, disputando interesses. Vivemos na era digital, uma época em que tudo e todos estão a um clique de distância, num mar interminável de informações. Os tempos mudaram e também o caminho de um colecionador de arte. Galerias modernizaram-se, intermediando artistas exclusivamente, oferecendo bons preços e benefícios, com valorização e revenda garantidas. 

 

A diferença entre uma coleção de arte do museu e uma coleção de arte privada é a maneira como eles foram reunidos. Os museus muitas vezes aceitam doações, enquanto as compras são feitas considerando os fatos históricos da arte e o significado de trabalhos específicos. As coleções privadas não precisam ter nada disso. Eles geralmente refletem a personalidade do colecionador de arte, seu gosto e preferências quando se trata de arte. Por isso, as coleções privadas são mais pessoais, mesmo que eventualmente cresçam em instituições de exibição. 

 

Coleção de arte, por outro lado, é outra coisa inteiramente diferente. Esta é uma atividade planejada e focada na acumulação obras de arte, todas elas conectadas a um segmento específico. O colecionismo de arte um investimento no futuro, um testamento de um indivíduo para a história cultural de um certo período, estilo, gosto, etc. Mesmo que uma coleção de arte se torne incrivelmente valiosa, seu valor cultural certamente será inestimável. 

Muitos colecionadores de classe média construíram maravilhosas coleções de arte ao longo dos anos, apenas por sua própria dedicação. Para ser justo, escolhas inteligentes e bom planejamento também desempenharam um papel, e talvez - um pouco de sorte. 

 

Algumas dicas para se tornar um colecionador de arte. 

 

Tenha em mente suas preferências artísticas e com o tempo, seu olho será treinado para reconhecer qualidade e valor. O histórico ou atividades anteriores do artista geralmente não são importantes. O que é importante é o trabalho de arte que você está considerando, a forma como foi executado, seu conteúdo e sua mensagem. 

As compras em galerias de arte são uma boa opção, pois ter um bom conselheiro de arte e pode ajudar muito. Os galeristas têm boas dicas e conhecimento; podem sugerir boas compras. Um colecionador de arte iniciante, com pouca experiência saberá como reconhecê-los. 

Eduque-se 

A educação é o passo mais importante e inevitável se você for embarcar na jornada de coleção de arte. Saiba o máximo de informação de arte que puder, concentrando-se na sua área especial de interesse. Visite museus e exposições, visite locais e fundações privadas para se inspirar e entender melhor como as grandes mentes do passado o fizeram.  

Além disso, a aventura educativa participando de passeios e palestras de arte nestes espaços serão impagáveis e muito prazerosas. Aproveite seu tempo em feiras de arte, vernissages, exposições e vá para todos os eventos de arte relevantes disponíveis. Muitas cidades importantes em todo o mundo organizam aos fins de semana, com mostras espaciais; galeria e estúdio/ateliers abertos, boas ocasiões para descobrir gemas contemporâneas e com preços incríveis. 

Ao longo desta experiência, você aprenderá muito sobre o mercado atual, sobre os níveis de preços, expressões artísticas do momento, técnicas e opiniões gerais. Tempere a viagem educativa com a leitura. Os principais livros de história da arte e algumas das últimas teorias sobre arte fornecem uma visão adicional sobre o mundo da arte, enquanto críticos de arte de jornais e revistas podem dar uma dica sobre o que vale a pena investir.  

 

Conexões 

Se você puder, conecte-se com outros colecionadores de arte, experientes e novos e compartilhem conhecimento. Isso pode parecer a tarefa mais intimidante, mas na realidade - os profissionais da arte gostam de conversar sobre seu trabalho.  

 

Definir um orçamento  

Para iniciantes, as pinturas podem ser um pouco caras. Portanto, não é ruim começar com a compra de fotografia, trabalhos acessíveis em papel ou mesmo colagem. Dependendo da escala e do formato do trabalho, uma obra-prima pode chegar a um preço muito bom! Comprar obras de arte menores e mais baratas permitirá que um colecionador novato experimente, o que é uma parte importante da sua evolução coletiva. 

Descubra onde comprar sua obra de arte? 

Dependendo da sua área de residência, os locais para comprar arte podem variar. Vá para diferentes galerias, fale com comerciantes de arte. Visitar para feiras de arte, procurar arte jovem, excitante e acessível. 

Os leilões podem ser um bom lugar para aprender mais sobre o mercado, mas eles podem ser mais adequados para um comprador experiente.  

 

A compra online de arte é certamente uma tendência contemporânea.  

 

Publicado em Golfe e Lazer edição 76 disponível em https://issuu.com/edcreativestudio/docs/golfe_lazer_76_-_decora_web

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O ShortCutz está chegando!

March 8, 2017

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo